SISCOS

A boa colheita do SISCOS

15/04/2012 01:36:36
por Assessoria IOV

O Sistema de Comercialização Solidária – SISCOS tem um bom dado a comemorar neste início de 2012. Passados pouco mais de um mês do retorno na comercialização dos produtos oriundos de agricultores familiares e empreendimentos solidários de Alta Floresta e Carlinda, o percentual em vendas já é superior a 15% quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Aline Nava, coordenadora do sistema, aponta ainda que também houve acréscimo na variedade de produtos ofertados. ‘Acreditamos que o aumento das vendas está diretamente associado a maior variedade dos produtos oferecidos semanalmente’, diz.

Para José Expedito, produtor e morador da comunidade Emaús do município de Carlinda/MT, o aumento na venda dos produtos proporciona uma tranqüilidade para o trabalhador do campo. ‘Antes de eu começar a fornecer meus produtos para o Siscos, há três anos atrás, eu tinha que sair quase todo dia aqui do meu sítio para vender meus produtos para os vizinhos e também na cidade, mas nem sempre eu recebia tudo o que vendia. Hoje eu posso trabalhar tranqüilo, pois sei que toda semana vou comercializar grande parte da minha produção e ainda, receber sem nenhuma dificuldade pelos produtos disponibilizados’, conta.

A satisfação por parte dos produtores tem relação direta para o bom funcionamento da rede. E foi pensando na satisfação de todos os envolvidos é que na reunião de avaliação e planejamento no final de 2011 optou-se pela mudança no dia de entrega dos produtos, que desde fevereiro de 2012 é realizado às sextas-feiras. ‘A mudança no dia de entrega dos produtos facilitou muito nosso trabalho. Agora não preciso mais acordar às três da manhã para colher as verduras’, diz Expedito.

Para as consumidoras, Clades Zimmerman e Miriam Marques, integrantes do sistema desde 2010, a mudança no dia de entrega dos produtos foi muito boa e afirmam que não houve prejuízo no que diz respeito à qualidade dos produtos. Para outros, a mudança tem sido um desafio. É o caso da consumidora Camila Rodrigues, que alega nem sempre estar na cidade na sexta-feira em função do seu trabalho. ‘Tudo é uma questão de hábito. É ótimo saber que não terei o compromisso de buscar os produtos num sábado pela manhã, como era até ano passado’, diz.

Aline garante que os bons resultados alcançados pelo Siscos, se deve sobretudo à participação de todos os envolvidos na rede. ‘A todo o momento somos convidados a opinar, participar de reuniões de planejamento e degustações. Isto nos instiga, nos cativa e, se não participamos mais, é por falta de tempo’, diz a consumidora Clades.

‘Importantes ações serão realizadas neste ano de 2012. Já estamos comercializando nossas sacolas ecológicas. Além disto, durante todo o ano serão realizados vários momentos de degustações e intercâmbios tanto em Carlinda quanto em Alta Floresta. Outro ponto forte será a realização da segunda edição da Feira da Economia Solidária no mês de agosto. Além da produção de um documentário e um catálogo dos produtos do Siscos previstos para serem lançados no segundo semestre’, finaliza empolgada Nava.