SISCOS

Conhecendo a Economia Solidária e suas relações

A Economia Solidária é um modo diferente de produzir, distribuir, vender, comprar, trocar, consumir, poupar e financiar. Está caracterizada por práticas fundadas em relações de cooperação e solidariedade, inspiradas por valores culturais que colocam o ser humano como sujeito e finalidade da atividade econômica, em vez da acumulação privada de riqueza.

Esta nova economia privilegia a autogestão, a valorização do trabalho humano, o desenvolvimento comunitário, a justiça social, o cuidado com o meio ambiente e a responsabilidade com as gerações futuras.

A economia solidária é o contra-ponto a ordem econômica e social vigente, que explora as pessoas dentro da relação capitalista de trabalho, transformando todas as relações em recursos e monetarizando até mesmo a natureza.

As manifestações da Economia Solidária são múltiplas, destacando-se:

  • - Coletivos informais;
  • - Cooperativas de produção, de consumo solidário ou de serviços;
  • - Organizações e grupos de crédito solidário e fundos rotativos;
  • - Grupos e clubes de trocas solidárias com uso de moeda social;
  • - Recuperação de empresas pela autogestão do grupo de trabalhadores;
  • - Estabelecimento de cadeias solidárias de produção, comercialização e consumo;
  • - Organização econômica de comunidades tradicionais, entre outras iniciativas.

Como política pública, a Economia Solidária pode ser entendida como uma estratégia de reversão do contexto de crescente pobreza, exclusão socioeconômica e cultural e precarização do trabalho, sustentada em modos coletivos de geração de trabalho e renda.